Compartilhar:

Blog

Tapioca é mocinha ou vilã da dieta?

Tapioca é mocinha ou vilã da dieta?

Uma auxiliar no emagrecimento ou uma vilã para quem busca eliminar alguns quilinhos? A tapioca é assim: controversa, mas deliciosa. Caso seja consumida em quantidades moderadas e sem recheios gordurosos ou doces, ela ajuda a emagrecer. Afinal, é ótima para diminuir o apetite.

A tapioca se transforma em uma boa alternativa ao pão, podendo ser integrada na dieta para variar e aumentar o valor nutricional da alimentação. Ela é feita a partir da goma da mandioca, que é um tipo de amido pobre em fibras. Por isso, o ideal é misturar sementes de chia ou linhaça, por exemplo, para ajudar a baixar o índice glicêmico da tapioca e promover ainda mais a sensação de saciedade.

Benefícios

Podemos listar vários benefícios do consumo da tapioca. Ela possui baixo teor de sódio, sendo assim ideal para quem segue uma dieta pobre em sal; não contém glúten, transformando-se em uma excelente opção para pessoas com alergia ou intolerância ao glúten; não necessita de adição de óleo ou gorduras na sua preparação; possui potássio, ajudando por isso no controle da pressão arterial e é rica em cálcio, sendo por isso benéfica para a saúde dos ossos.

Versatilidade

Sua versatilidade como alimento também merece destaque, uma vez que tem sabor agradável e pode ser combinada com diferentes recheios. Assim, cai bem tanto no café da manhã, quanto no almoço, lanche ou jantar.

Como a tapioca não possui muitos nutrientes, é importante adicionar fontes de fibras e proteínas durante o preparo. Para o recheio, boas opções são atum, frango desfiado, ovo (desde que não seja frito), queijo branco e outros. Vegetais e legumes também podem ser adicionados no recheio.

Fonte: Terra

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *